Logo Novo Jornalismo

O que é Growth Hacking e por que jornalistas precisam ter esse conhecimento

 

Growth hacking é a junção de dois termos fundamentais para a indústria de marketing e tecnologia, aplicada ao universo dos negócios, e que vem ganhando cada vez mais destaque no cenário brasileiro.

Mas, antes de entrar nos aspectos técnicos, é preciso entender a terminologia e seus conceitos.

Growth vem do verbo to grow, que significa crescer.

Hacking vem do termo hacker, aquele cara que, geralmente, é visto como invasor de sites, com objetivos nem sempre nobres (pra não pegar muito pesado), mas que é um profissional fundamental para o desenvolvimento e manutenção de sistemas de segurança online, por exemplo.

O growth hacking seria, então, uma disciplina que une conhecimentos de marketing e tecnologia para buscar o crescimento de um produto, marca ou empresa, a fim de alcançar seus objetivos de negócio.

O que é Growth Hacking e por que jornalistas precisam ter esse conhecimento

O que faz um Growth Hacker?

 

O profissional que atua nessa área deve organizar e utilizar dados de inteligência, ferramentas e estratégias para ter ideias e apresentar soluções, por meio de inovações tecnológicas, tendo como objetivo o desenvolvimento de negócios, levando sempre em conta a originalidade e a criatividade.

Por que jornalistas precisam conhecer o Growth Hacking?

 

Se você chegou até aqui, pode estar se perguntando: “Beleza, mas por que jornalistas precisam ter esse conhecimento?”. A resposta é simples: o Jornalismo não pode mais ser visto como uma disciplina isolada, mas sim como parte integrante de um processo completo de comunicação.

E isso, somado ao fato de que nosso mercado de trabalho passa por um período conturbado – sem previsão de melhoria, infelizmente –, significa que o jornalista precisa se reinventar constantemente para, no mínimo, manter sua empregabilidade, ou, até mesmo, para alcançar seus objetivos de carreira, alçando novos voos e crescendo profissionalmente.

O Jornalismo de Dados, por exemplo, já é uma realidade e conta com poucos profissionais realmente preparados para preencher vagas que envolvem técnicas como planejamento estratégico e análise de métricas em mídias sociais (quem acha que trabalhar com mídias sociais é só fazer memes no Facebook está completamente enganado!).

A pesquisa que fiz e divulguei no post O Jornalista está preparado para o ambiente digital? reflete a afirmação do parágrafo anterior.

Portanto, escrever bem, ser ético e seguir os princípios que uma correta apuração exige, há algum tempo não são mais características suficientes para traçar o perfil de um Jornalista moderno, atualizado e preparado para o atual mercado de trabalho.

No post Empreendedorismo digital: o perfil do novo jornalista, procurei traçar o perfil deste profissional, teoricamente, ideal. Caso você ainda não tenha lido esse conteúdo, recomendo que leia no link a seguir: http://novojornalismo.com.br/empreendedorismo-digital-perfil-novo-jornalista/. 😉

Mas vamos voltar ao tema em pauta:

Exemplo de Growth hacking: Facebook

 

Considero o Facebook um dos maiores cases de Growth Hacking do mundo! Aliando estratégias de marketing e tecnologia, a empresa de Mark Zuckerberg conseguiu monetizar seu negócio e se tornar o maior site de redes sociais do mundo!

Uma série de estratégias foram fundamentais para atingir um patamar de crescimento constante, mas destaco dois na série de inovações de seu time. E olha que são muitas inovações… quem trabalha com Facebook Marketing percebe que, quase diariamente, são feitas atualizações nas plataformas de métricas e anúncios do FB, por exemplo.

Edge Rank

 

O algoritmo do Facebook foi criado com dois objetivos: melhorar a experiência do usuário e monetizar seu negócio. Imagine que você tenha 500 amigos e curta 500 fan pages. Antes do Edge Rank, se cada um destes amigos e fan pages publicassem uma vez por dia, você receberia em sua timeline, diariamente, mil conteúdos!

Nenhum ser humano seria capaz de assimilar essa quantidade de conteúdos por dia apenas no Facebook, concorda? Pensando nisso, o Edge Rank foi criado para atribuir fatores específicos para entrega de conteúdo apenas a pessoas que apresentam comportamento de interesse relacionado.

Além do interesse, fatores técnicos específicos, como engajamento, influenciam na entregabilidade de determinados conteúdos. Isso impactou negativamente nas fan pages, já que antes do Edge Rank os posts eram entregues a todos os fãs das páginas. Após isso, apenas uma porcentagem, por vezes muito baixa, dos fãs recebem os posts de forma orgânica (não patrocinada).

E isso fez com que as páginas profissionais se vissem, de certa forma, obrigadas a investir em campanhas patrocinadas. Para justificar esse investimento, o Facebook Ads tem apresentado soluções tecnológicas fantásticas, com alto poder de segmentação e frequentes novas funcionalidades.

Facebook para Empresas

 

E para fomentar a capacitação de empreendedores e estimular pessoas que administram fan pages e empresas a anunciar na plataforma de Ads, o FB lançou o Facebook para Empresas, canal com bastante conteúdo sobre como os anúncios do Facebook funcionam.

Acessível em: https://www.facebook.com/business/

Bônus: caso você não saiba, o Facebook lançou uma plataforma de curadoria de conteúdo específica para jornalistas. Saiba mais no link: http://novojornalismo.com.br/facebook-lanca-signal-plataforma-curadoria-conteudo-jornalistas/

Exemplo de Growth hacking no Jornalismo: GloboEsporte.com

 

Estratégias que envolvam marketing e tecnologia também podem ser aplicadas a projetos jornalísticos e um dos cases que mais gosto é o do GloboEsporte.com, que lançou um aplicativo para Android e iOS, com várias funcionalidades que estimulam a fidelização da audiência, além do Cartola FC, que, de maneira lúdica, por intermédio de técnicas de gamification, promove um engajamento incrível com a marca.

Growth Hacking - GloboEsporte.com

E aí, se interessou pelo Growth Hacking?

 

Você já conhecia esse termo? Gostaria de saber sua opinião a respeito. Caso tenha se interessado ou tenha alguma experiência para compartilhar, fique à vontade para utilizar o espaço de comentários deste post.

 

Se você gostou do artigo, utilize os botões abaixo e compartilhe com seus amigos nas redes sociais!

E caso tenha alguma dúvida, não deixe de entrar em contato. Um abraço e até a próxima! 😀

 

Comentários do Facebook

Deixe o seu comentário

junho 16th, 2016

Posted In: jornalismo digital, marketing de conteúdo

4Comentários


close
Facebook IconTwitter IconVisite o perfil do google+Visite o perfil do google+
%d blogueiros gostam disto: