O que é um emulador? Tudo que você precisa saber

Joe Hindy / Autoridade Android

Se você gosta de jogos retrô, provavelmente já encontrou emuladores. São ferramentas úteis que permitem que você jogue jogos antigos em seu PC, telefone para jogos ou dispositivo portátil dedicado para jogos retrô com facilidade.

Então, o que exatamente é um emulador e como funciona? Nós nos aprofundamos para responder a todas as suas perguntas, incluindo questões de legalidade e segurança.

O que é um emulador?

Um emulador é uma ferramenta de software que permite a um sistema imitar (ou emular) a funcionalidade de outro sistema. Isso permite que o sistema host execute software ou jogos lançados para uma plataforma diferente com hardware completamente diferente.

Existem muitos aplicativos para emuladores, mas aqui está uma lista rápida:

  • Usando software em diferentes plataformas: o software geralmente é específico da plataforma e os emuladores podem contornar isso. Por exemplo, emuladores Android no PC permitem que você use aplicativos móveis do seu computador.
  • Desenvolvimento: os emuladores permitem que os desenvolvedores testem o software em uma variedade de dispositivos para garantir a melhor compatibilidade antes do lançamento.
  • Jogos: É improvável que você tenha um NES conectado à sua TV OLED de tela plana, mas os emuladores de jogos permitem que você jogue títulos clássicos em praticamente qualquer dispositivo.
  • Preservação: softwares antigos que vinham em formatos como disquetes ou cartuchos de jogos podem ser inacessíveis em dispositivos modernos, e emuladores podem ajudar.
  • Aplicativos caseiros: alguns entusiastas de jogos retrô podem querer criar jogos originais para consoles antigos. Com os cartuchos esgotados, os emuladores são o único método de distribuição.

Como funcionam os emuladores?

Emulador Dolphin nos controles da tela

Joe Hindy / Autoridade Android

Os emuladores funcionam imitando cada peça de hardware dentro do sistema de destino. Isso envolve não apenas traduzir o código de máquina do sistema de destino em algo que o host possa entender, mas também emular coisas como CPU, memória e todos os outros elementos internos.

Para dispositivos mais antigos, como emuladores NES, esse processo é relativamente simples. Os computadores e telefones celulares modernos são muito mais poderosos, por isso é trivial emular cada peça de hardware, ao mesmo tempo que adiciona funções como salvar estados, aumentar a velocidade e muito mais.

Os consoles mais modernos são muito mais complicados. Por exemplo, os emuladores do Nintendo Switch podem funcionar apenas para alguns jogos. Os emuladores de PlayStation 3 também apresentam desempenho notoriamente ruim devido à arquitetura de hardware exclusiva do PS3. Na verdade, nem mesmo o PlayStation 5 consegue emular o console, e é por isso que a compatibilidade com versões anteriores não está disponível. Sua única opção para jogar esses jogos em consoles modernos é por meio de streaming de jogos em nuvem no PlayStation Plus.

Os emuladores podem ser escritos em diferentes linguagens de programação, mas na maioria das vezes usam uma combinação de código de baixo nível e instruções específicas do sistema para reproduzir com precisão o sistema alvo. Eles também exigem manutenção frequente para corrigir bugs e melhorar a compatibilidade com arquiteturas modernas.

Qual é a diferença entre um emulador e um simulador?

Para desenvolvedores que testam software, simuladores e emuladores podem ser usados ​​para replicar dispositivos. No entanto, os simuladores apenas replicam o ambiente de software do dispositivo alvo, enquanto os emuladores também replicam o hardware original do dispositivo alvo.

Como você pode imaginar, os simuladores são muito mais fáceis de desenvolver e implementar. Eles podem ser escritos em linguagens de programação de alto nível, enquanto os emuladores exigem uma recriação muito mais aprofundada usando código de baixo nível. Claro, este último oferece uma precisão muito melhor e permite testes com CPUs específicas e outros hardwares.

Quando se trata de jogos, os simuladores não serão capazes de rodar ROMs, pois apenas replicam a sensação do hardware, e não o hardware em si.

Os emuladores são legais?

GameBoy Advance com outros consoles colocados em uma revista Mario

Dhruv Butani / Autoridade Android

Embora os emuladores sejam perfeitamente legais, existem várias áreas cinzentas em torno de seu uso. Os próprios emuladores são legais para criar e distribuir e são comumente usados ​​para testar ou preservar software. As principais questões legais decorrem do BIOS e das ROMs do jogo.

Alguns emuladores requerem arquivos de firmware específicos (BIOS) do hardware original para funcionar. Este é o caso dos emuladores Sega Saturn, emuladores de PlayStation e PlayStation 2 e muitos mais. Normalmente é legal obter esses arquivos de um console de sua propriedade, mas baixá-los ou distribuí-los online é ilegal.

O mesmo se aplica às ROMs. Esses são essencialmente os arquivos de software para jogos e são necessários para jogar em qualquer emulador de console. Você pode criar legalmente esses arquivos a partir de seus próprios cartuchos ou discos, embora provavelmente precise de adaptadores de hardware específicos para fazer isso. Baixar e distribuir ROMs é ilegal na maioria das jurisdições ao redor do mundo.

Grandes empresas de jogos, especialmente a Nintendo, têm perseguido sites de ROM de forma muito agressiva. Muitos sites populares como Emuparadise e ROMUniverse foram forçados a fechar, com multas e danos que chegam a milhões de dólares.

Dito isto, há um argumento a ser feito quando se trata de usar ROMs para preservação de jogos. Jogos antigos que estão esgotados correm o risco de desaparecer completamente e podem ser considerados abandonware. Também é quase impossível remover completamente esses arquivos da Internet depois de distribuídos, criando uma situação interminável de golpes na toupeira para grandes empresas de jogos.

Os emuladores são seguros?

Os próprios emuladores são totalmente seguros de usar, desde que sejam baixados de fontes confiáveis ​​​​na web. Para dispositivos móveis, a Google Play Store eliminará quaisquer malfeitores, mas os emuladores de PC exigirão um olhar mais perspicaz.

O mesmo se aplica às ROMs. Baixar ROMs de jogos que você não possui é ilegal, e muitos dos sites que hospedam essas ROMs são incompletos. Não vincularemos nenhum site aqui, mas é melhor você confiar em comunidades online em vez de mecanismos de pesquisa nesse sentido. Certifique-se também de que seu software antivírus e antimalware esteja atualizado antes de executar qualquer ROM em que você não confia.

Se você está preocupado com a possibilidade de emuladores danificarem seu PC, não se preocupe. O pior que pode acontecer é o emulador travar ou você precisar reiniciar o PC. De qualquer forma, desenvolvedores de emuladores respeitáveis ​​lançarão atualizações para melhorar o desempenho e a estabilidade ou corrigir bugs, portanto, você deve atualizá-los regularmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima